Mutirão contra o Aedes chega ao Jardim das Palmeiras neste sábado dia 21

Trabalho visa prevenir a incidência das três doenças ocasionadas pelo mosquito, com o recolhimento de objetos que podem acumular água

 

O Governo de Leme, através do Núcleo de Controle de Zoonoses, da Secretaria de Saúde, promove, neste sábado (21), mais uma etapa do mutirão de combate ao Aedes Aegypti. Após abranger todos os bairros do município, o trabalho voltou a ser realizado nos primeiros locais que receberam o serviço, em outubro do ano passado.

No último final de semana, a ação aconteceu no Jardim Quaglia e Jardim Graminha, zona leste do município, local onde tradicionalmente são encontrados focos do Aedes. Na ocasião, foram recolhidos dois caminhões de criadouros, além de muitas larvas do mosquito.

Neste sábado (21), é a vez do Jardim Primavera, região nordeste da cidade, outro bairro que sempre recebe bastante atenção do Núcleo de Controle de Zoonoses. A ação consiste na procura “casa a casa” de criadouros e, por isso, é importante a população permitir a entrada dos agentes, devidamente credenciados.

O trabalho terá, como de costume, participação dos agentes de controle de zoonoses, agentes dos PSFs - neste caso, da unidade do Jardim das Palmeiras, integrantes do Reciclaleme e servidores da Secretaria de Serviços Municipais. O intuito é reduzir a densidade do mosquito Aedes aegypti, através do recolhimento de objetos que podem acumular água.

Trabalho contra o Aedes não para
Desde outubro do ano passado, o Governo de Leme tem realizado mutirões por todas as regiões da cidade, sempre com o objetivo de evitar a propagação das três doenças transmitidas pelo Aedes (dengue, chikungunya e zika vírus). Em junho, mais quatro mutirões estão programados no município.

No dia 4, a ação acontece no Parque Itamaraty. No dia 11, é a vez do Jardim Ariana. No dia 18, haverá mutirão nos Jardins Ana Lúcia e Jequitibá. E, no dia 25, serão trabalhados os bairros Santa Paula, Santa Marta, Isabel Cristina, Chácara Fernando e Saulo.

“Pedimos a colaboração da população das regiões que recebem o mutirão, mantendo o bairro limpo, sem descartar lixo em locais impróprios, principalmente objetos que podem acumular água. Dessa forma, potencializamos o trabalho executado pela Prefeitura, diminuindo significativamente o perigo das doenças causadas pelo Aedes aegypti”, ressalta o prefeito Paulo Blascke. 

Fonte: Secretaria de Comunicação Social - Prefeitura do Município de Leme