Diário Oficial da União deixa de circular na versão impressa

 

 

A partir de 1º de dezembro, o governo federal vai suspender a impressão do Diário Oficial da União (DOU), após 155 anos de circulação. O acesso passará a ser exclusivamente pela internet, o que já era possível. A decisão é um marco de modernidade para o governo.

A maioria dos acessos já vinha sendo feita de maneira digital: cerca de setecentos mil acessos online por mês, enquanto a versão impressa tinha uma tiragem de seis mil exemplares por dia. Esse número já chegou a ser de noventa mil por dia.

A medida vai trazer economia para o país e contribuirá com o meio ambiente, uma vez que o governo deixará de consumir 60 toneladas de papel por mês ou 720 toneladas por ano, a um custo estimado de cerca de R$ 204 mil mensais ou R$ 2,5 milhões anuais. Além disso, deixarão de ser consumidos 32 milhões de litros de água por mês para a impressão oficial.

A Imprensa nacional vai manter, no mínimo, um exemplar impresso de cada edição em arquivo.